George Steiner – Entrevista ao Expresso.

  Ainda que não saia dos limites da mundividência liberal-burguesa, e embora não acredite em quase nada do que ele diz, é bom ouvir um pensador de grande nível. George Steiner: “O verdadeiro crime é viver demasiado”  10.06.2017 às 19h00   LUCIANA LEIDERFARB  enviada a Cambridge “Continua a fazer os seus exercícios de tradução pela manhã? Sim, todos…

A gente da cultura: Trump e Obama.

A intelligentsia norte-americana está em guerra aberta com Trump. Na Europa, alguns classificam essa intelligentsia, escritores, artistas das artes visuais, teatro e cinema, músicos, como de esquerda, sabendo bem de mais que a grande maioria são liberais com muito pouco de esquerda. Fazem bem em invectivarem Trump um reacionário proto-fascista, com tiques de caudilho […] via…

Ficção e Histórias

Há livros, muitos livros, que servem para imaginarem por nós ou para nós meditarmos um pouco – sobre a vida, o amor, os sucessos, os fracassos, a hierarquia dos valores, os dez mandamentos, a honestidade a falta dela, a cobiça e a falta dela, os males do mundo e o excesso deles e as partidas…

Mário Dionísio No Centenário do seu Nascimento

Urgente a reedição de A Paleta e o Mundo, uma das obras maiores da Teoria da Arte, não só em Portugal mas no mundo. Excelente contista e poeta, a sua contribuição para uma teoria marxista das artes, e não para um uso propagandístico das mesmas (tal só cabe à vontade do artista, quando quer involuntariamente…

Agatha Christie – O segredo do seu êxito, por Miguel Urbano Rodrigues – Uma Lição Sobre o Mau-Gosto em Literatura

Agatha Christie (1890/1978) foi uma escritora importante? Sim, muito importante. Dos seus livros, traduzidos em 100 idiomas, foram vendidos mais de 4 mil milhões de exemplares. Um total de vendas assombroso, somente superado pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare. Mas porventura foi uma grande figura da literatura mundial? Não. Sobre ela foram escritos dezenas…

Estamos a Dar a Literatura Que Convém aos Adolescentes?

  Um comentário em amazon.fr sobre uma edição de Madame Bovary de Gustave Flaubert, comentário interessante, que explica por que os adolescentes não podem apreciar as maiores obras-primas da literatura. Segundo ele, foram escritas para adultos e não para eles, que ainda não podem compreender, à falta de experiência de vida e de conhecimentos, os…

Para Que Serve o Museu do Neo-Realismo de Vila Franca de Xira?

Em Vila Franca de Xira há um Museu do Neo-Realismo, o único do mundo dedicado sobretudo à literatura. Na Itália há um museu do cinema neo-realista.  É uma interessante, leve, moderna, funcional obra de arquitectura à entrada da zona mais antiga da pequena e agradável cidade, com mais grandeza histórica do que tamanho. Por lá…

Joseph Stalin and H. G. Wells interview

H G Wells: “It seems to me that I am more to the Left than you, Mr Stalin”    In 1934, Wells arrived in Moscow to meet a group of Soviet writers. While there Stalin granted him an interview.     Portrait of Josef Stalin (1933) by Isaak Izrailevich. Image: Bridgeman Art Library In 1934, H G…

As Duas Teses Sobre a Questão Fundamental da Filosofia: Idealismo ou Materialismo – Almeida Garrett, Viagens Na Minha Terra, Cap. 2º e 3º

Espiritualismo ou Idealismo versus Materialismo: são as ideias (liberdade, igualdade, democracia, justiça, ordem, bem, felicidade, beleza, matemática, etc.) que se realizam no mundo, nomeadamente através da vontade do Homem, ou as ideias são o produto mais elevado do desenvolvimento da vida concreta do Homem como indivíduo natural e social? A resposta tem consequências importantes para sabermos de onde…

Eça de Queirós e Jerusalém

“Esta jornada à terra do Egipto e à Palestina permanecerá sempre como a glória da minha carreira […] “De resto, esse país do Evangelho, que tanto fascina a humanidade sensível, é bem menos interessante que o meu seco e paterno Alentejo; nem me parece que as terras favorecidas por uma presença messiânica ganhem jamais em graça e esplendor. […]…

Sophia de Mello Breyner Andresen Vai para o Panteão

Não gosto mais da poesia da Sophia do que de outros poetas menos laureados e que não poderiam, por motivos evidentes, receber honras de Estado. Parece-me, em certos poemas, que ela faz uma elegia a um mundo de harmonia, perdida ou que nunca existiu sem ameaça, noutros uma ode de cordialidade com a Natureza e de…