"Gays" e LGBT (Homossexuais e Outras Minorias) Ucranianos Lutam Contra Activistas "Pró-Russos" Mas O Governo Ucraniano Não Reconhece o Seu Sacrifício

 

Comecemos por esta notícia:

 

Ukrainian gays to fight against pro-Russian activists during pride march in Kiev

27.06.2014 | Source: 

Pravda.Ru

Ukrainian gays to fight against pro-Russian activists during pride march in Kiev. 53050.jpeg
Ukrainian LGBT activists intend to dedicate the gay pride parade in Kiev, which is to be held in the Ukrainian capital in a few days, to the fight against pro-Russian activists.
Ukrainian gay, lesbian, bisexual and transgender individuals (LGBT) will march on the streets of Kiev to support the unity of Ukraine. The International LGBT festival “KievPride 2014” is to be held in the capital of Ukraine from June 30 to July 6.
“Now that Ukraine is subjected to external aggression, when they try to split the society by the incitement of hatred between different social groups, the Ukrainian LGBT community declares inadmissibility of escalation of hatred and xenophobia on any ground,” Elena Shevchenko, a spokesperson for the organizing committee of “KievPride 2014,” Ukrainian website “Navigator” report.
Terminemos nesta notícia:
Parada do Orgulho Gay 
é cancelada na Ucrânia
05.07.2014
Texto: Redação
“A Parada do Orgulho Gay da Ucrânia foi cancelada em cima da hora depois que as autoridades disseram que não poderiam garantir a segurança dos participantes contra a violência homofóbica.
O prefeito da capital do país, Kiev, Vitali Klichko, afirmou que este não era o momento para “eventos de entretenimento” na Ucrânia, que enfrentou uma sequência de distúrbios nos últimos meses.
John Dalhuisen, da Anistia Internacional, disse que na semana passada o Ministério de Negócios Internos havia garantido a segurança no evento.
“Eles devem garantir, sem falta, que marcha para o próximo ano seja devidamente policiada para garantir a proteção de todos aqueles que desejam participar”, afirmou ou ativista.
A primeira parada gay do país aconteceu em 2013 e reuniu pouco mais de 100 pessoas.”


Que falta de reconhecimento!
Anúncios