O Branqueamento de Nelson Mandela


“Uma vez morto, todos os reacionários de Portugal, TV inclusive, puseram-se a elogiar Nelson Mandela. O que há de comum em todos esses elogios falsos é aquilo que escondem. Escondem que o Congresso Nacional Africano (ANC), no qual militava Mandela, foi uma organização revolucionária. O ANC chegou a estar na lista de “organizações terroristas” elaborada pelo governo dos Estados Unidos. No seu trabalho heróico de resistência à ditadura do apartheid o ANC, e Mandela, desenvolveram todas as formas de lutas – inclusive a armada. O Partido Comunista Sul Africano deu e dá uma contribuição preciosa para o fortalecimento do ANC. Contudo, tal como é descrito por esta gentinha do governo português (R. Machete, P. Coelho e quejandos), até parece que Mandela foi uma figura angelical e adepto da não-violência, uma espécie de Gandhi sul-africano. É nas omissões deles que se revela a sua hipocrisia.” (resistir.info, 6-12-2013)
Anúncios