Eleições Legislativas em Portugal – 05-06-2011. Lembram-se? Eis a Minha Premonição Realizada

 

Não dá para perceber por que os vencedores destas eleições se mostram tão contentes. Os barões do PSD estão velhos e não querem tramar o resto das suas chorudas vidas. Os jovens MBA‘s das gerações à rasca desenrascadas, inexperientes, ingénuos mas já vilões, querem mais um título e mais uns passes à borla para fazerem carreira e darem tristemente nas vistas para uma posterioridade que o povo irá suportar na sua ignorância e na sua bolsa.
Por seu lado, metade da esquerda caviar descobriu que primeiro é preciso pescá-lo, pelo que o “cool” resfriou ao pensarem que o melhor é fazer-se à vida para no futuro poder mandar os outros à pesca. Talvez O Bloco de Esquerda recupere, não votos mas forças e “glamour” passeando-se com as tias e com os “neo-hippies” empunhando cartazes com reivindicações fixes e sem consequências próprias (pensam eles, os do Bloco) como a abertura total de fronteiras para todos os imigrantes e para toda a droga, cujo comércio deve ser legalizado, sindicatos para as prostitutas, reformas para os chulos, casamento para os hermafroditas. Pois quem se opõe às liberdades formais, sem ironia grande conquista da civilização hodierna, proclamadas pelas revoluções burguesas? Faltando, todavia, cumprirem-se as liberdades materiais.
 
Parece que só o cego Tirésias sabe o destino do vencedor Édipo: matar a esperança de um povo inculto e manipulável como todos os povos. Os ratos abandonam o navio, embora só depois de um lugar vago numa administração. Um novo timoneiro (Pedro Passos Coelho) confunde a tripulação julgando que tem algum poder sobre o Leviatão.
Poderia dizer ele, secretário nacional da tróica, como disse Pirro: “Mais uma vitória destas e perco a guerra”.
Anúncios