Azeite Gallo – Racista

 

Foi colocada no Brasil uma acusação de racismo a uma garrafa de azeite, ou antes, ao anúncio que publicita a marca.
 
Se o problema está na garrafa, é uma coisa. Mas só por brincadeira. E então poderíamos raciocinar da seguinte maneira. É uma garrafa de vidro escuro, tal como existem muitos homens e mulheres de cor escura, inclusive seguranças escuros. Seria também uma boa ideia de, por uma mistura de metonímia com prosopopeia, acusar de racistas os homens e mulheres africanos e indianos, e também árabes (mais de metade da Humanidade), por terem o desplante de mostrarem à luz celeste e sagrada do dia a sua escuridão. Afinal, é um insulto não só chamar de escuro a um escuro mas também ser escuro. É, de facto, um feiticismo às avessas, por prosopopeia: estávamos habituados às virtudes ontológicas das palavras; agora temos de nos habituar às virtudes semânticas e morais das cores. Wittgenstein tinha razão.
Mas é possível que o racismo (ou a ideia dele) esteja na metáfora de “ver” o vidro escuro como um segurança escuro e pobre ao serviço da luz dourada, ariana, nazi e rica, do azeite. Segurança e escuro são indissociáveis e ambos têm prestígios negativos até aos olhos do escuros. A ideologia tem destas coisas.
Não deixa, em todo o caso, de ser uma variante do pensamento mágico insidiado numa expressão publicitária metaforicamente racista. Porque o racismo é uma metáfora mágica que justifica a opressão. Ou será também o excesso de zelo que persegue até o zeloso ao ser confundido com a notícia do seu escrúpulo, do mesmo modo que o mensageiro era morto por causa das más notícias. E não sem razão, às vezes.
“O nosso azeite é rico. O vidro escuro é o segurança”, pode ler-se na nova publicidade do azeite Gallo. Segundo a parte reclamante, que se dirigiu ao conselho que regulamenta a publicidade no Brasil, o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitário), e cujo nome não foi revelado, a afirmação envolve racismo.”
Ler mais: http://aeiou.visao.pt/nova-publicidade-do-azeite-gallo-e-acusada-de-racismo-no-brasil=f649718#ixzz1nsyRZx9e
Anúncios