Kony 2012 – O Assassino de Crianças, o Bom do Regime do Uganda e uma OGN – Luis Rocha OGN

 

Kony 2012 - HBO

Kony 2012 – HBO (Photo credit: Avakian)
Luis Rocha (Blogue Casa das Aranhas, altamente recomendável pela lucidez do autor e pela ingenuidade ideologicamente manipulada de muitos comentadores do Blogue). E, já agora, informem-se sobre o belo regime do Uganda que esta OGN, o governo dos EUA e os ingénuos doFacebook defendem. Espero que Luis Rocha não leve a mal por reproduzir aqui o seu comentário. Bem haja.
«Sou Consultor de Desenvolvimento e Cooperaçao em Africaneste momento e fui Coordenador Geral e Director de Voluntariado de Varias ONGs em Africa.
Antes do mais quero alertar para o facto de estar a escrever num teclado ingles logo toda esta missiva sera feita sem acentos .
Posto isto, quero dar os parabens ao autor da peça acima, quer pelo seu rigor, quer pela forma descomplexada como assumiu ser de contra corrente, num momento que toda a gente parece estar hipnotizada com o recente logro chamado de Kony 2012.
Numa frase … Nenhuma ONG, alguma vez incitou, pactuou ou promoveu intervençoes armadas fosse em que territorio fosse, nem para salvar crianças.
Esta nos vedada quer qualquer acçao de propaganda politica ou belica pelo proprio conceito subjacente a missao de uma ONG.
Sinto me chocado enquanto agente de Cooperaçao e Desenvolvimento que o trabalho de incontaveis boas pessoas que se encontram espalhadas pelo mundo inteiro a tentar minorar os efeitos da guerra doenças e catastrofes , seja manchado num filme holywoodesco completamente mainstream e apelativo a uma intervençao armada por parte de uma potencia estrangeira num territorio soberano.
A mesma ONG e uma INC ( incorporated ) logo uma empresa, so por muito descuido ou ignorancia, se pode confundir o papel de uma ONG, com este tipo de propanganda, ao serviço de interesses economicos, cujo objectivo nao e mais do que delapidar o povo do Uganda dos seus recursos, num acto pirata e completamente premeditado , cujo inicio do seu desenrolar se iniciou em Outubro de 2011 com a chegada dos Conselheiros Militares Americanos aquele territorio.
Nao tardaremos todos a ficar a saber, quao macabra se revelara esta operaçao, e qual o impacto social, ecologico e economico, naquele pais.
Terao todos os que ajudaram, ajudam, e ajudarao a espalhar esta joia da propaganda expansionista americana, nas suas maos a sujidade para qual deram o seu contributo enquanto indutores da promoçao de uma maquina trituradora sem respeito pela vida e felicidades humanas.
Um bom dai para todos,
Luis Rocha»
Anúncios