O Rabino e o Princípio Lógico de Não-Contradição

114144__22407__86579_zoom

(Anedota lida no Livro “Platão e o Ornitorrinco e traduzida por mim)
Ou de Como a Realidade é Contraditória Mas o Raciocínio Não o Pode Ser.

Um rabino está a efectuar uma audiência na sua aldeia.
Shmuel levanta-se e apresenta o seu caso, dizendo:
– Rabino, Itzak passa com as ovelhas pela minha terra todos os dias e está a destruir as minhas culturas. A terra é minha. Não é justo.
– Tens razão! – diz o rabino.
Itzak levanta-se imediatamente e declara:
– Mas, Rabino, a única possibilidade que as minha ovelhas têm de beber água no lago é atravessando a terra dele. Sem água, morrerão. Durante séculos, todos os pastores tiveram direito de passagem pela terra que circunda o lago, por isso eu também devia ter.
E o rabino diz:
– Tens razão!
A senhora da limpeza, que ouviu tudo isto, diz para o rabino:
– Mas, Rabino, não podem ter ambos razão!
E o rabino replica:
– Tens razão!
Anúncios