Aprender Mas Para Quê? – Poema

LIV
erramos quase todos
Aprendemos que não
devíamos ter feito
O que virá depois
em nós será em tudo
de todo diferente

De que serve escolher
mal n’ encruzilhada
quem acerta a vida
nas vitais leis da sorte
sempre o mundo à vontade
sua se tendo disposto
é o que mais toma em mãos
fonte a vir-se do chão
De que serve escolher
mal n’ encruzilhada
fogo de renascida
transfigurada fénix
é o pensar da praxis
renovo de si mesmo
como o homem no ovo
em raízes oculto
De que serve escolher
mal n’ encruzilhada
quem se perdeu em sonhos
sonhados pelos outros
e foi regar com sangue
a fé de rosas brancas
picou-se num espinho
esvaiu ficou branco
De que serve escolher
mal n’ encruzilhada
erramos quase todos
pelo medo de errar
Viver para aprender
Não pode haver pior
pecado do espírito
contra o corpo do ser
De que serve escolher
mal n’ encruzilhada
Anúncios